segunda-feira, 20 de abril de 2009

O poeta

Quando você me disse que o Cazuza foi o maior poeta que já existiu na música brasileira, eu desejei desesperadamente ser a mentirosa mais sincera do mundo para te interessar. E jamais ser a burguesinha da música do Seu Jorge pois a burguesia fede. E o mundo inteiro acordar, e a gente dormir.
Será que você entenderia minhas loucuras, minhas fraquezas, minhas noites de insônia? Minha vontade de aproveitar o dia até a última gota, minha necessidade de ser tão intensa como se fosse o último dia da minha vida? Pelo menos não preciso fazer esforço para ser exagerada.
Eu quis te dizer que você não era mais um cara, cansado de correr na direção contrária, sem pódio de chegada ou beijo de namorada. Porque eu seria sua namorada. E tive realmente certeza de que o tempo não pára, mas como eu gostaria que parasse quando estou com você.
Aquele garoto que queria mudar o mundo estava agora com o poder nas mãos. Meu mundo jamais seria o mesmo com você ao meu lado. E sem você ele perderia o sentido. Eu não queria uma ideologia, só queria sua presença. Solidão, que nada. É que eu preciso dizer que te amo, te ganhar ou perder sem engano. Ser teu pão, ser tua comida.
Eu só queria te dar todo amor que houver nessa vida.

2 comentários:

..::Denny::.. disse...

Amiga...
No fundo a gente quer é amar e ser amada, né?
Quem diria que isso seria tãão complicado!
Enquanto não descobrimos esse mistério da vida, lá vamos nós curti-la! É o que nos resta: brejas, cigarros, rock, e nights on the town!
kkkkk
Love u

Fabricio Cypreste disse...

Pode não ter sido o Poeta do século mas com certeza depois de Bob Marley encabeça a lista dos maconheiros mais famosos , um puta de um mal exemplo que foi transformado em filme como se fosse um Ídolo de uma geração, Brasil mostra sua cara e comecem a dar valor a verdadeira cultura nada de pocotó nem vai lacraia rss